Gestores da Saúde na Bahia estão em alerta contra febre amarela

230
Mesmo sem registro de febre amarela, gestores municipais de saúde do extremo sul da Bahia se reuniram, na tarde desta quarta-feira [18], em Teixeira de Freitas, com técnicos da secretaria de saúde do estado [Sesab] para discutir a intensificação das ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti, um dos vetores do vírus da febre amarela, além da dengue, Zika e Chikungunya.  O encontro foi na sede da antiga 9ª Dires.

O objetivo, de acordo com a diretora de Vigilância Epidemiológica da Sesab, Maria Aparecida Araújo Figueiredo, é ampliar as ações de rotina a fim de prevenir a proliferação do mosquito transmissor da doença em áreas urbanas. “Os municípios podem solicitar à Sesab os carros fumacê, caso necessário, além de serem alertados para a vacinação seletiva contra a febre amarela em regiões que fazem limite com os estados de Minas Gerais e Espírito Santo”, disse ela.

“Vamos fazer um alinhamento com todos os gestores sobre a situação epidemiológica da febre amarela no país e, como houve casos da doença em Minas Gerais, especialmente no norte do estado, numa região muito próxima ao extremo sul da Bahia, a Sesab considerou pertinente nossa vinda à região para que pudéssemos discutir ações para evitar o aparecimento da doença”, reforçou a diretora da Divep.

Encontro de gestores da saúde, em Porto Seguro – Foto: Ascom

Participaram da reunião a secretária de saúde de Eunápolis, Stela dos Santos Souza, que também é presidente do Conselho Estadual de Secretários Municipais de Saúde (Cosems); de Porto Seguro, Edna Alves; de Santa Cruz Cabrália, Márcia Quarema; o diretor do Núcleo Regional de Saúde do Extremo Sul, Rodrido Kuada; além de técnicas da Sesab e das secretarias de saúde de alguns municípios do extremo sul da Bahia.

DIA DE AÇÃO EM EUNÁPOLIS

A gestora de Eunápolis informou que todos os postos de saúde do município estão abastecidos com a vacina contra a febre amarela. Stela Souza lembrou que apesar de não estarmos localizados na área de risco [conforme portaria do M.S.], “o aporte maior de vacinas é importante porque temos um fluxo humano migratório importante, vindo das áreas afetadas de Minas Gerais para o extremo sul em busca das regiões praianas”.

“Estamos em alerta no estado, uma vez que fazemos fronteira com Minas Gerais. Trata-se de um reforço de ações rotineiras, com monitoramento e observação”, afirmou a secretária. Ela destacou as ações de prevenção que serão realizadas em Eunápolis, por iniciativa do prefeito Robério Oliveira, que convocou todas as secretarias do município para o dia de Ação nos bairros, que começou nesta quinta-feira [19] no bairro Juca Rosa.

Em Eunápolis, a diretora da Vigilância Epidemiológica da secretaria municipal de saúde, Kelly Rebouças, disse que “a imunização contra a febre amarela segue o protocolo normal para a doença e que a população não precisa se alarmar porque não há casos de febre amarela na Bahia e que todos os postos de saúde estão atendendo rotineiramente”.

Kelly Rebouças, Márcia Quaresma, Valéria Carvalho, Stela Souza, Selma Cerqueira, Maria Aparecida, Jeane Magnavita, Edna Alves e Rodrigo Kuada – Foto: Ascom

Mesmo sem registro de febre amarela, gestores municipais de saúde do extremo sul da Bahia se reuniram, na tarde desta quarta-feira [18], em Teixeira de Freitas, com técnicos da secretaria de saúde do estado [Sesab] para discutir a intensificação das ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti, um dos vetores do vírus da febre amarela, além da dengue, Zika e Chikungunya.  O encontro foi na sede da antiga 9ª Dires.

O objetivo, de acordo com a diretora de Vigilância Epidemiológica da Sesab, Maria Aparecida Araújo Figueiredo, é ampliar as ações de rotina a fim de prevenir a proliferação do mosquito transmissor da doença em áreas urbanas. “Os municípios podem solicitar à Sesab os carros fumacê, caso necessário, além de serem alertados para a vacinação seletiva contra a febre amarela em regiões que fazem limite com os estados de Minas Gerais e Espírito Santo”, disse ela.

“Vamos fazer um alinhamento com todos os gestores sobre a situação epidemiológica da febre amarela no país e, como houve casos da doença em Minas Gerais, especialmente no norte do estado, numa região muito próxima ao extremo sul da Bahia, a Sesab considerou pertinente nossa vinda à região para que pudéssemos discutir ações para evitar o aparecimento da doença”, reforçou a diretora da Divep.

Encontro de gestores da saúde, em Porto Seguro – Foto: Ascom

Participaram da reunião a secretária de saúde de Eunápolis, Stela dos Santos Souza, que também é presidente do Conselho Estadual de Secretários Municipais de Saúde (Cosems); de Porto Seguro, Edna Alves; de Santa Cruz Cabrália, Márcia Quarema; o diretor do Núcleo Regional de Saúde do Extremo Sul, Rodrido Kuada; além de técnicas da Sesab e das secretarias de saúde de alguns municípios do extremo sul da Bahia.

DIA DE AÇÃO EM EUNÁPOLIS

A gestora de Eunápolis informou que todos os postos de saúde do município estão abastecidos com a vacina contra a febre amarela. Stela Souza lembrou que apesar de não estarmos localizados na área de risco [conforme portaria do M.S.], “o aporte maior de vacinas é importante porque temos um fluxo humano migratório importante, vindo das áreas afetadas de Minas Gerais para o extremo sul em busca das regiões praianas”.

“Estamos em alerta no estado, uma vez que fazemos fronteira com Minas Gerais. Trata-se de um reforço de ações rotineiras, com monitoramento e observação”, afirmou a secretária. Ela destacou as ações de prevenção que serão realizadas em Eunápolis, por iniciativa do prefeito Robério Oliveira, que convocou todas as secretarias do município para o dia de Ação nos bairros, que começou nesta quinta-feira [19] no bairro Juca Rosa.

Em Eunápolis, a diretora da Vigilância Epidemiológica da secretaria municipal de saúde, Kelly Rebouças, disse que “a imunização contra a febre amarela segue o protocolo normal para a doença e que a população não precisa se alarmar porque não há casos de febre amarela na Bahia e que todos os postos de saúde estão atendendo rotineiramente”.


Ascom/Secretaria Municipal de Saúde de Eunápolis – Via: blogdarosemarie