Eunápolis: Black Friday faz vendas em novembro competirem com dezembro

1175

É o que aponta enquete com lojistas e gerentes de filiais de redes de varejo

  
Por Teoney Guerra
Publicado em 09/11/2017 às 08h23
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil 
Eletrodomésticos são os produtos mais procurados durante o Black Friday

 EUNÁPOLIS – Adotada há apenas quatro anos pelo comércio eunapolitano, a Black Friday, a promoção de vendas originada dos Estados Unidos, que inaugura a temporada de compras natalinas, já se firma como segundo período de vendas no varejo euanpolitano.

É o que aponta enquete feita pela coluna Fatos e Negócios na terça e quarta-feira desta semana com lojistas e gerentes das principais filiais de grandes redes do varejo nacional instaladas na cidade.

Uma das afirmações unânimes dos gerentes é que as vendas da Black Friday já tornaram o mês de novembro tão bom quanto dezembro. “Móveis e eletrodomésticos, as pessoas estão comprando mais em novembro, e em dezembro, os presentes”, afirma Jaqueline Santos, da Ricardo Eletro.Em Eunápolis, o dia de vendas, que é sempre uma sexta-feira – a quarta sexta-feira de novembro -, é estendido ao sábado, fazendo com que o que é comercializado nesses dois dias chegue bem próximo do que é vendido nos outros dias do mês. “Por isso, a primeira quinzena do mês é um pouco fraca, as pessoas ficam aguardando a Black Friday”, diz Orianildo Dias, da Lojas Simonetti.

O gerente da Casas Bahia, Márcio Costa, também considera o mês 11 como o novo período de compras do consumidor eunapolitano. Sua opinião é que os consumidores estão aproveitando os preços baixos da Black Friday para antecipar as compras do fim de ano.

Aliás, essa antecipação das compras durante a Black Friday é uma tendência nacional. Neste ano, os donos das grandes redes do varejo chegaram a discutir a antecipação da promoção, justamente porque já haviam identificado essa tendência do consumidor brasileiro. O que não agrada aos empresários.

Também de forma unânime, esses gerentes bem como lojistas menores vivem a expectativa de, nessa próxima edição da Black Friday (dia 24), faturarem mais e melhorarem as vendas. “Até o mês passado, estamos com um crescimento de 15% a 20% em relação a 2016, e com a Black Friday queremos elevar esse percentual para 25%”, diz o gerente da Simonetti.