Espetáculo circense paulista terá apresentação gratuita em Eunápolis e Barrolândia

32

Espetáculo circense paulista terá apresentação gratuita em Eunápolis e Barrolândia

Peça já percorreu mais 50 mil quilômetros em vários estados brasileiros

  
Por Redação RADAR 64
Publicado em 25/08/2017 às 16h49
Foto: Divulgação 
Peça conta história da atrapalhada palhaça Ximbica Lu Sandra da Silva, que está à procura de seu grande amor

 EUNÁPOLIS – Em setembro, o espetáculo circense “Que bom que você veio”, dirigido pelo espanhol Herman Gene e encenado pela atriz Rose Battistella fará duas apresentações na região Sul da Bahia.

Galeria de Fotos

Em Eunápolis, a apresentação será na Escola Anésia Guimarães, no Pequi, no dia 14 de setembro, às 16h. No distrito de Barrolândia, em Belmonte, às 9h do dia 15, na Escola Clemenceau Teixeira. O espetáculo, que tem a duração de 45 minutos, é aberto ao público e gratuito.

A peça conta a história da atrapalhada palhaça Ximbica Lu Sandra da Silva, que está à procura de seu grande amor. Entre palhaçadas, magias, truques e números circenses, ela já viajou o mundo e desbravou os lugares mais distantes, mas até então não encontrou seu príncipe encantado. “Será que ela vai encontrar o que tanto procura no meio do público? Só assistindo para descobrir”, destacou a atriz Rose Battistella.Rose contou que o “Que Bom que você veio” estreou em 2014, em São Paulo, e já percorreu mais 50 mil quilômetros em vários estados brasileiros, como Maranhão, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Foto: Divulgação 
‘Que bom que você veio’ é uma obra simples que pode ser apresentada em qualquer espaço’, diz atriz

“Levamos arte gratuita para cidades menos favorecidas, bem como para aquelas que ficam distantes dos grandes centros e nem sempre tem a oportunidade de vivenciarem um espetáculo de teatro”, informou Rose. “Muitas dessas pessoas nunca haviam visto teatro antes e se emocionaram com as peripécias da palhaça Ximbica”, acrescenta a atriz.

“Nossa preocupação sempre foi criar uma obra simples, divertida, que pudesse ser apresentada em qualquer espaço, rua, praça, escola, salão de comunidade ou num teatro italiano”, destacou o diretor Herman Gene.

“Como o espetáculo tem muita interação com o público. Em todas as apresentações o público nos ajuda a construir à história com a palhaça Ximbica, e passa por vários sentimentos e sensações: com os números de magia, tem reações de espanto, de riso, de compartilhamento de sua ingenuidade e de seu romantismo”, complementou a atriz.

Patrocinado pela empresa AkzoNobel, por meio da Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), do Ministério da Cultura, nesta nova edição, o espetáculo será apresentado em cinco estados do Norte e Centro Oeste do país, circulando por 50 cidades no total, entre elas Eunápolis e Belmonte.