Preto vê Bahia “impecável” no segundo tempo e revela pedido a Mendoza

31

Preto vê Bahia “impecável” no segundo tempo e revela pedido a Mendoza

Com dois gols do colombiano, Bahia venceu Vasco por 3 a 0 e ultrapassou rival na tabela do Brasileirão. Tricolor volta a campo domingo, contra o Botafogo, novamente na Fonte Nova.


Por GloboEsporte.com, Salvador

 

Melhores momentos de Bahia 3 x 0 Vasco pela 21ª rodada do Brasileirão 2017

Melhores momentos de Bahia 3 x 0 Vasco pela 21ª rodada do Brasileirão 2017

iante da até então terceira pior defesa do Campeonato Brasileiro, o Bahia fez a festa dos quase 23 mil torcedores que estiveram presentes na Arena Fonte Nova e venceu o Vasco por 3 a 0, na tarde deste domingo, pela 21ª rodada da Série A. O resultado mantém o Tricolor fora da zona de rebaixamento e alimenta o sonho de conseguir uma vaga no G-6. [Confira acima os melhores momentos da partida]

Em campo, um dos personagens do confronto foi o colombiano Mendoza, autor de dois dos três gols do Bahia. Mas faltou pouco para a história do jogo ser outra. Na entrevista coletiva depois da partida, o técnico interino Preto Casagrande revelou que Mendoza pediu para ser subsituído durante a primeira etapa. A pedido de Preto, o atacante seguiu em campo e decretou o triunfo do Esquadrão.

– O Régis saiu machucado, o Mendoza pediu para sair ainda no primeiro tempo. Solicitei que me ajudasse, que ficasse até o final. Acabou fazendo dois gols – comemora Preto.

Além dos três pontos, o triunfo sobre o Vasco marca também a recuperação da equipe como mandante. Após cinco jogos sem vencer em seus domínios (Palmeiras, Flamengo, Fluminense, Avaí e Sport), o Tricolor ganhou a segunda consecutiva na Arena Fonte Nova (havia vencido o São Paulo na 19ª rodada). Ao analisar o rendimento do time, Preto reconheceu que o primeiro tempo do Bahia não foi tão bom, mas o time conseguiu fazer uma partida mais consistente na etapa final.

– Agradou. O primeiro tempo, em alguns momentos, fomos precipitados com a bola no pé, a tomada de decisão não foi o que nós planejamos. Mas no segundo tempo sim, fomos impecáveis, fizemos aquilo que tinha que fazer. Quando tínhamos que matar, matamos. Quando tivemos que acelerar, aceleramos. Quando não tínhamos a bola, fomos disciplinados, fizemos exatamente aquilo que trabalhamos durante a semana. Sem dúvida nenhuma que a gente fica feliz, satisfeito, mas é muito pouco ainda. A gente sabe do equilíbrio ainda, tudo bem embolado. Temos mais uma semana de trabalho pensando no jogo contra o Botafogo.

Preto também comentou a posição dos atletas sobre a sua efetivação. Ao longo das entrevistas, os atletas tricolores fazem questão de destacar que jogam pelo interino e são a favor da sua permanência como técnico do Bahia.

– Em alguns momentos falei que não tinha que jogar por mim. É um time, um grupo e tem que jogar por nós, nossa família, para dar condição boa a eles. Dias dos pais enfatizei muito a importância, a gente estava longe, em Curitiba. A gente constitui uma outra família estando aqui. Não tem que jogar por A, B ou C. Tem que jogar pelo clube, instituição e, principalmente, pela família.

Com o triunfo deste domingo, o Bahia chegou aos 26 pontos e subiu para 12ª posição na tabela. O Tricolor agora espera o fim da rodada para saber em que lugar termina. O próximo compromisso do Esquadrão será no domingo, contra o Botafogo, novamente na Arena Fonte Nova.

Mendoza marcou dois gols no jogo (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)Mendoza marcou dois gols no jogo (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)

Mendoza marcou dois gols no jogo (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)

Confira outros trechos da entrevista de Preto Casagrande:

Juninho Capixaba

– Contra o São Paulo tinha dado indício que estava preparado. É um menino que trabalha com muita disposição, disciplina, mas a gente tinha que ter o momento certo de colocá-lo. Acho que hoje foi o momento ideal, ele correspondeu. A gente sabe que vão existir os elogios, oba-oba. Cabe a ele que não tem nada feito ainda, tem uma carreira brilhante ainda. Tem que continuar trabalhando para dar sequência.

Vai repetir o time contra o Botafogo?

– Não adianta confirmar agora o que vai acontecer. Temos uma semana de trabalho. Aos poucos vamos nos conhecendo melhor. O trabalho do dia a dia é fundamental para executar as coisas na hora dos jogos. A partir de terça-feira a gente começa a pensar no Botafogo – contou Preto.

Torcida

– A torcida, eu reitero o que disse durante a semana. A torcida do Bahia faz a diferença. Hoje fez. Quem me disser que essa energia não entra em campo é hipocrisia. Ela contagia, joga junto. Hoje demonstrou carinho especial pelo time. Não pode ser diferente. Temos nove jogos em casa agora, essa média de público tem que ir para primeiro, segundo. A gente acredita nos jogadores, que essa torcida faz diferença. A gente aproveita para convocar o torcedor para que ele volte a lotar a Fonte Nova como foi hoje e o time sinta essa energia.