A primeira vez que ouvi falar em Thayná Bitencourt foi por conta dos vídeos dela no YouTube.

Com mais de 400 mil inscritos em seu canal, a menina fazia seus covers atingirem 200, 300 mil visualizações, até que bateu os três milhões cantando “Eu sei de cor”, de Marília Mendonça (falta alguns poucos views pra já chegar em 4 milhões).

Ao todo, são mais de 30 milhões de visualizações. Na página do Facebook, são 2 milhões de curtidas.

Sob a administração da MHits, derivação musical da FHits (grupo que trabalha a carreira das blogueiras de moda), Thayná está divulgando duas músicas próprias, focando nesse processo de transição entre uma cantora forte nas redes sociais para uma cantora de músicas próprias, um caminho interessante de se acompanhar.

De voz grave que chama atenção, a jovem de 19 anos nasceu em Guarulhos e já está bem inserida nos bastidores, fazendo participações e convivendo com artistas já consagrados (o que é uma dificuldade geralmente encontrada pra quem quer sair do mundo da internet pro “mundo real”).

As duas canções citadas anteriormente são as inéditas “Três dimensões” e “Chifre não é asa”, que podem ser conferidas nos players abaixo.


Fonte/Reprodução: Universo Sertanejo