‘A população de Eunápolis precisa viver num ambiente limpo’, diz delegado Moisés Damasceno com relação a homicídios

283

O coordenador da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), delegado Moisés Damasceno, concedeu entrevista à equipe de jornalismo do programa Cidade Agora, da Rádio Ativa FM de Eunápolis (92,7), quando falou da sua alegria de estar de volta à cidade, de onde ele é natural.

Damasceno disse que logo procurou fazer uma limpeza geral nas dependências do complexo policial, inclusive retirando carros apreendidos que ficavam no local, contando com o apoio da prefeitura municipal. Aproveitou para dizer que essa limpeza deve se estender com relação aos homicídios registrados nas cidades que compõem a 23ª Coorpin.

DINÂMICA DO CRIME

Moisés Damasceno disse ainda à reportagem, que ‘é preciso estudar a dinâmica do crime aqui na região’. Acrescentou que ‘às vezes o mesmo criminoso pratica crimes tanto em Itagimirim como em Pindorama, como em Arraial d’Ajuda e se a gente [a polícia] conseguir entender a dinâmica do crime aqui na região, e conseguirmos alcançar esse indivíduo, vamos estar atuando em vários municípios ao mesmo tempo’.

ÍNDICE DE CRIMINALIDADE

O coordenador da 23ª Coorpin chegou a admitir que ‘é alto o número de crimes violentos em Eunápolis, e esse quadro terá que mudar’. Enfatizou que o foco é justamente o de elucidar esses crimes, e para isso usar a inteligência, pois ‘não adianta apenas prender esses indivíduos que estão aí vendendo pedras de crack, se a gente não conseguir alcançar realmente aquele indivíduo maior que traz a quantidade de droga e distribui aqui na região’.

Moisés Damasceno falou ainda da sua preocupação com a zona rural. Segundo ele, ‘é grande o número de roubo nessas localidades e o cidadão precisa andar protegido e não aprisionado em suas casas’.

Finalizou dizendo que também é alto o número de veículos tomados por bandidos na região e com relação a alguns homicídios ainda não elucidados, ele está analisando cada caso e em breve apresentará resultados positivos.


Por: Elenaldo Costa / Ativa FM