Como lidar com o choque da tragédia da Chapecoense

213

Aprenda a lidar com a perda da melhor maneira possível, e respeite o luto de cada um

Quando uma grande tragédia acontece, ela pega todos de surpresa. As pessoas ficam em choque, com medo, desacreditadas e, principalmente, muito tristes com o que aconteceu. Quando isso chega aos noticiários nacionais, é mais difícil ainda lidar com a situação e separar o público do privado.

Por não ter aviso prévio, a tragédia deixa as pessoas desprevenidas e confusas, sem saber como lidar com o ocorrido. Seja você alguém afetado diretamente ou indiretamente, veja alguns passos que podem te ajudar com a situação – ainda mais quando o assunto vira comoção nacional.

Como lidar com uma grande tragédia

Empatia – Primeiramente, tenha empatia com as pessoas envolvidas diretamente com o ocorrido. As pessoas, mesmos as famosas, são antes de tudo pessoas. E a vida humana vale muito mais do que qualquer fofoca, rivalidade esportiva, clique, audiência, furo jornalístico ou medalha de ouro.

Respeito às vítimas – Lembre-se, pessoas são, antes de tudo, pessoas (veja acima). Por isso, respeito com as vítimas. Sair divulgando fotos de vítimas, selfies, vídeos antes e depois de um acidente é extramente desrespeitoso, e ainda acaba expondo amigos e familiares próximos, trazendo mais dor ainda para eles.

Respeite o luto alheio – Não existe um manual de como lidar com perda , cada um faz isso de um jeito diferente, e tem o seu tempo para superar o ocorrido e poder falar sobre. Há quem está pronto para seguir a vida no dia seguinte e quem precisa de semanas – respeite esse tempo!

Respeite a si mesmo – Não se compare com os outros. A dor, o tempo de recuperação, o quanto aquilo te afeta é algo próprio seu e difere de como os outros lidam com uma tragédia. Respeite o seu ritmo, ninguém nasceu como um botãozinho para ficar bem de repente.

via GIPHY

Seja solidário – Ofereça solidariedade e simpatia às pessoas envolvidas a tragédia – mesmo você sendo uma delas. Abraços sinceros, elogios, um ombro amigo, ouvir desabafos, sair para algo divertido, conversar, ajudar com qualquer coisa que possa ser necessária… Em resumo, fazer o bem e levar um pouco de alegria para a vida das pessoas.

 


Fonte e Reprodução: odeboismo.ig.com.br